Turi Collura

Harmonia: pequeno histórico e definições

Harmonia: pequeno histórico e definições

O QUE É “HARMONIA”?

VEJAMOS, AQUI, DUAS DEFINIÇÕES, E A PARTIR DELAS, TRAÇAREMOS UM BREVE HISTÓRICO, ATÉ CHEGARMOS AO CONCEITO DE HOJE:

1) A Harmonia é o resultado da combinação simultânea de sons diferentes.

Harmonia: pequeno histórico e definições

2) Com o termo harmonia, se indica a área da teoria musical que estuda o encadeamento dos acordes e suas funções dentro da tonalidade.

Harmonia: pequeno histórico e definições

Enquanto a primeira é uma definição geral, a segunda já introduz o termo “função”. Sem dúvida, essa última é uma definição mais “técnica”.
É importante ressaltar que o conceito de Harmonia foi algo mutável no decorrer das épocas.
Em um artigo de 1969, o teórico e musicólogo alemão Carl Dahlhaus escreveu:

<< “Harmonia” significa combinação entre diferentes ou entre contrários. A explicação e o fundamento da harmonia foram buscados, até o século XVII, nas proporções numéricas da tradição pitagóricoplatoniana>> (1) .

Na tradição pitagórica, a ciência harmônica, fundamentada em um fenômeno físicoacústico (a divisão aritmética da corda do instrumento chamado monocordo) propicia um modelo metafísico de representação racional do universo.

Na Idade Média, o conceito de harmonia era aplicado à melodia, tratando das consonâncias e dissonâncias entre os intervalos melódicos.

Somente no final do século XV, graças ao trabalho de teóricos como Tinctoris e Gaffurio, a harmonia pára de se relacionar às esferas do universo, para fazer parte da prática musical, definindo os critérios sintáticos que regulam os encontros simultâneos do discurso “musicalmente significante”. A partir desse período, o conceito de harmonia foi aplicado, então, aos aglomerados verticais.

No século XVI se estabelece definitivamente a harmonia composta por terças sobrepostas, ou seja, a harmonia assim como a usamos hoje. O tratado de harmonia referencial dessa época é o do italiano Gioseffo Zarlino, Institutioni Harmoniche, de 1558. À base de sua teoria, rigorosamente matemática, está a definição dos modos maior e menor, de consonância perfeita e imperfeita.

No século XVIII, Rousseau escreve que “Harmonia, segundo os modernos, é uma sucessão de acordes que seguem as leis da modulação”, indicando assim a existência de uma teoria de encadeamento de acordes. (Rousseau, Dictionnaire de musique, Parigi 1767).

Do século XVIII até os nossos dias, junto ao termo harmonia, há o aspecto da didática. Testemunho disso é o nome dos tratados alemães, por exemplo: Harmonielehre = Teoria da Harmonia.

CONHEÇA O MEU CURSO DE HARMONIA APLICADA À MÚSICA POPULAR!

Curso em 4 módulos progressivos, do iniciante ao avançado.

Clique em cada link para ver conteúdos e aulas gratuitas: Módulo 1Módulo 2Módulo 3Módulo 4.

OBJETIVOS DO CURSO ONLINE DE HARMONIA:

– Estudar e vivenciar os conhecimentos teóricos da harmonia do ponto de vista prático;

 Entenderouvir e aplicar as formas estruturais da harmonia;

– Desenvolver habilidades pessoais de criação/recriação das formas estruturais;

– Desenvolver habilidades pessoais para a harmonização e a rearmonização de uma melodia.

Comentar com Facebook

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *